NOTICIAS ATUAIS E FATOS QUE FIZERAM A HISTÓRIA DO SANTOS FC

<><><><> BEM - VINDO A ESTE BLOG <><><><>


Atenção: Este Blog não tem fins lucrativos e é usado apenas como hobby


sábado, 30 de junho de 2012

Título de Campeão Paulista de 1973, foi dividido entre Santos e Portuguesa!

(Postagem em reprise)



Caros amigos, em 26 de agosto de 1973, o Morumbi viveu um de seus momentos mais bizarros. Disputando a final do Campeonato Paulista daquele ano, Santos e Portuguesa acabaram dividindo o título, por erro da arbitragem de Armando Marques, na contagem dos pênaltis.


No tempo normal houve empate em zero a zero, prorrogação de trinta minutos e novo empate em zero. O regulamento ditava que deveria haver a cobrança de pênaltis. Zé carlos bateu o primeiro para o Santos e Zecão defendeu. Isidoro bateu e Cejas espalmou por cima do gol. Carlos Alberto bateu e marcou 1 a 0. Calegari cobrou muito mal e Cejas defendeu. Edu bateu forte e Zecão nem viu, 2 a 0. Wilsinho bateu e a bola bateu no travessão. Dois a zero para o 
Santos e faltavam duas cobranças para cada time.  

Caso o Santos perdesse as duas cobranças (improvável, pois Pelé ainda não tinha cobrado e o outro a bater era o Léo) e a Portuguesa marcasse as duas, a decisão ficaria empatada. Mas "Armandinho" se enganou achando que a Portuguesa não tinha mais chances e encerrou as cobranças, dando o Santos como campeão.

A Portuguesa muito esperta, e ainda dizem que Português é burro, orientada pelo seu técnico Otto Glória, se mandou do estádio sem ao menos os jogadores tomarem banho. Diante do impasse, o Presidente da Federação Paulista de Futebol, José Hermínio de Morais Filho, dividiu o titulo.

Ouvi a partida pelo radio, única opção na época e lembro muito bem da correria que houve quando foram chamar os jogadores da Lusa para retomar a cobrança dos pênaltis e não encontraram ninguém nos vestiários. A imprensa colocava ainda mais "lenha na fogueira" ao entrevistar os dirigentes dos clubes e da federação. Todos davam palpites de como deveriam proceder para resolver o caso, ocasionando mais confusão e gerando intermináveis discussões.


Armando Marques
Ficha Técnica do jogo:
Santos 0 x 0 PortuguesaLocal: Morumbi, São Paulo
Data: 26/08/1973

Motivo: decisão do Campeonato Paulista de 1973
Juiz: Armando Marques
Auxiliares: José Assis de Aragão e Emídio Marques Mesquita
Renda: Cr$ 1.502.255,00
Público: 116.156

Santos: Cejas, Carlos Alberto, Vicente, Turcão e Zé Carlos; Clodoaldo e Léo; Jair da Costa (Brecha), Eusébio, Pelé e Edu.
Técnico: Pepe

Portuguesa: Zecão; Cardoso, Pescuma, Calegari e Isidoro; Badeco e Basilio; Xaxá, Eneas (Tatá), Cabinho e Wilsinho.
Técnico: Otto Glória


ESTE NÃO FOI O EXATO TIME QUE ATUOU NA FINAL, MAS ERA UMA DAS
FORMAÇÕES DO SANTOS EM 1973: EM PÉ: CEJAS, MARINHO PERES, CARLOS
ALBERTO TORRES, VICENTE, CLODOALDO E TURCÃO. AGACHADOS:
JAIR DA COSTA, BRECHA, EUSÉBIO, PELÉ E EDU.


8 comentários:

Anônimo disse...

Só uma correção.
Esse Tatá, e não Tata, não é o auxiliar do técnico Muricy Ramalho.
Obrigado e um abraço.

Célio Pegoraro disse...

Olá "Anônimo", obrigado pela dica. Vou pesquisar e se você estiver certo, corrigirei a postagem. Obrigado por acessar o blog. Abraços, Célio

Célio Pegoraro disse...

Com respeito à correção feita pelo leitor do blog "Anônimo", realmente o Tatá jogador da Portuguesa na decisão com o Santos em 1973, não era o Tata auxiliar do Muricy. Já fizemos a correção na postagem. Muito obrigado e continue colaborando. Abraços, Célio


valdevino Almeida disse...

Com 23 anos, assisti esse jogo no meio da torcida do Santos, apesar de ser palmeirense
torcia para a " lusinha". Com meu irmao santista ficamos atras gol defendido por Cejas no primeiro tempo.

valdevino Almeida disse...

Quando soubemos pelo radio da confusao,
estavamos no onibus de volta ao centro da cidade.
Um abraco a todos !!! E ao bloger amigo


valdevino Almeida disse...

Quando soubemos pelo radio da confusao,
estavamos no onibus de volta ao centro da cidade.
Um abraco a todos !!! E ao bloger amigo


valdevino Almeida disse...

Com 23 anos, assisti esse jogo no meio da torcida do Santos, apesar de ser palmeirense
torcia para a " lusinha". Com meu irmao santista ficamos atras gol defendido por Cejas no primeiro tempo.

Célio Pegoraro disse...

Olá Valdevino, tudo bem? Obrigado por acessar o blog, mesmo sendo palmeirense! Um forte abraço...